4 de jun de 2010

CULTURA ORGANIZACIONAL - Conservadoras e Adaptativas

A cultura organizacional influi na forma como a Organização aprende.

A Cultura Organizacional possui diversos componentes e subdivide-se em vários tipos, sendo aprendida no dia-a-dia pelos membros das organizações.

Também chamada de cultura corporativa, é um conjunto de hábitos e crenças estabelecidos através de normas, valores, etc., compartilhados com todos da organização.

A escolha dos tipos de Cultura Organizacional é baseada nas características pessoais e nas características da empresa. Assim, uma organização está fortemente condicionada ao estilo de administrar e de acordo com o administrador que está a frente de sua empresa.


ELEMENTOS DA CULTURA ORGANIZACIONAL:

- Valores;
- Estórias e mitos;
- Crenças e pressupostos;
- Ritos, rituais e cerimônias;
- Heróis;
- Tabus;
- Normas ;
- Símbolos.

A Cultura Organizacional é o espelho do modo de como administra sua carteira de clientes e seu rol de funcionários.

A empresa pode ser levada ao fracasso ou ao sucesso dependendo da sua cultura. Algumas organizações possuem costumes mais fáceis de serem identificados, outras possuem aspectos menos visíveis. O melhor mesmo é o equilíbrio.


CULTURAS CONSERVADORAS E CULTURAS ADAPTATIVAS

Existem culturas organizacionais adaptativas e outras não-adpatativas. Nas culturas organizacionais conservadoras, os administradores tendem a comportar-se política e burocraticamente de modo isolado. Como resultado, eles não mudam suas estratégias prontamente para ajustar ou ganhar vantagens com a mudança em seus ambientes de trabalho.

Nas culturas organizacionais adaptativas, os administradores prestam atenção a todos os aspectos, especialmente clientes, e iniciam a mudança quando precisam servir a seus legítimos interesses, mesmo que isso signifique assumir riscos.

 
Características das Culturas bem sucessidas:
 
- Adoção de culturas flexíveis e sensitivas às crises financeiras ;
- Acomodação das diferenças sociais e culturas de seus funcionários.

 
Dicas: Como mudar uma cultura organizacional:
 
- Aproveitar crises dramáticas;
- Modificações na liderança;
- Dirigentes devem assumir papéis positivos;
- Substituir normas não escritas por novas regras impostas.


CULTURA ORGANIZACIONAL x GESTÃO DO CONHECIMENTO

Quando as organizações, conservadoras ou adaptativas almejam trabalhar com a Gestão do Conhecimento, conseguem criar e compartilhar de novos conhecimentos e informações, minimizar ou eliminar o retrabalho e outros.

A organização com cultura mais flexível, a partir da implantação da Gestão do Conhecimento melhora o desempenho dos profissionais, os fluxos e processos de trabalho e de tomada de decisão.

A Cultura Organizacional da empresa faz parte da inovação, experiência e aprendizado contínuo, de forma a conduzir os objetivos, missão e visão da empresa, adaptando seu ambiente interno para lidar com as mudanças externas.

7 comentários:

  1. A cultura organizacional tem grande importância na criação de um cenário favorável. As empresas devem ter fortes integrações com seus colaboradores, através da cultura organizacional, estimulando sugestões melhorias e inovações. A valorização das pessoas e fator fundamental dentro da cultura organizacional, utilizando-as como molas propulsoras no desenvolvimento da empresa, reforçando o comprometimento de todos os níveis da organização.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. O melhor da cultura organizacional, é quando esta adere à Gestão do Conhecimento, e se torna uma empresa competitiva, inovadora, que aprende, que utiliza de tecnologia, que desenvolve as competências gerenciais dos gestores, que compartilha informações, etc.

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Pode-se dizer que a Administração de Empresas tem se focado bastante na inteligência empresarial observando o grande impacto das mudanças na Tecnologia da Informação sobre a gestão das empresas. A cultura organizacional consegue se interagir entre os diversos elementos da empresa. A relação e os vínculos entre trabalhadores, investidores, gestores,e a parte física das empresas.

    ResponderExcluir
  6. A gestão do conhecimento organizacional tem feito a diferença entre as organizações que aderiram a este tipo de gestão, daquelas que não o fazem. Percebe-se claramente sua importância para estabelecer os relacionamentos essenciais entre as pessoas, assim como para consolidar a integração das pessoas quanto ao desenvolvimento das várias atividades do cotidiano, permitindo assim maior entrosamento e cooperação entre os indivíduos e, conseqüentemente, resultando no aumento do capital intelectual da organização.

    ResponderExcluir
  7. Empresas que adotam uma cultura organizacional mais dinâmica estarão sempre mais preparadas para mudanças de cenários, crises inovações tecnológicas, enquanto empresas que apresentam uma cultura mais rígidas e fechadas as inovações tendem a ter muitas dificuldades para se manter no mercado.

    ResponderExcluir